A Escolha do Terreno

“Qual é o melhor terreno pra construir?” é uma das questões mais levantadas pelos meus clientes que desejam orientação na hora da compra de um lote. E a dúvida é realmente pertinente já que há vários fatores envolvidos nessa decisão e que podem ser cruciais para o desenvolvimento do projeto adequado da sua edificação. Algumas das principais variáveis envolvidas são legislação, topografia, orientação solar e incidência solar, posicionamento na quadra e interesses de projeto.

LEGISLAÇÃO

Buscar conhecer qual o zoneamento local, usos permitidos e área máxima de construção, bem como as restrições construtivas para este espaço são itens fundamentais para a escolha do terreno. Além disso, condomínios tendem a ter ainda mais restrições conforme padrão pré-estabelecido pela administração.

TOPOGRAFIA

O melhor é o plano, correto? Nem sempre. Os terrenos planos, que tendem a ser mais caros, são interessantes aos que desejam edificações com maior acessibilidade (sem muitas escadas e rampas) e com menor custo de construção, por não exigir acomodação de terra e muros de contenção. Por outro lado, terrenos em aclive e/ou declive possibilitam o aproveitamento maior da paisagem circundante, além de propiciar um menor confinamento entre os vizinhos, mas também exigem acomodação de terra e mais escadas/rampas. É preciso, então, colocar na balança o que é mais importante para sua construção.

ORIENTAÇÃO SOLAR E INCIDÊNCIA SOLAR

Alguns ambientes, dependendo do uso, do tempo de permanência, dos equipamentos necessários, entre outros, devem receber maior ou menor insolação. O posicionamento do sol é uma das condições primeiras para a definição do projeto. Porém, não só a orientação solar, mas a existência de barreiras (como um edifício alto) pode minimizar a incidência solar em determinados lotes. Assim, é necessário verificar-se qual é a orientação mais adequada ao tipo de edificação que se pretende construir e como esse sol incide exatamente sobre o terreno.

POSICIONAMENTO NA QUADRA

Lotes de esquina permitem uma exposição maior da edificação por deixar duas faces aparentes ao longo das ruas que se cruzam, e nesse sentido proporcionam maior visibilidade, maior ventilação e insolação, e maior exploração das soluções de fachada, muitas vezes deixando a edificação mais atraente. Já lotes no miolo da quadra podem significar melhor opção quando as questões de privacidade e segurança estão envolvidos, além de geralmente custarem menos que os de esquina.

INTERESSES DE PROJETO

Que usos você quer dar para o espaço (residencial, comercial, institucional), de quais infraestruturas você precisa estar próximo (pontos de ônibus, locais para estacionamento, bancos, mercados, fornecedores, parques, etc.), e qual é o seu programa de necessidades (espaços de que precisa no projeto), todos são interesses de projeto cruciais para a escolha do terreno. É necessário avaliar qual a intenção final e quais são suas prioridades.

Apesar de muitas vezes a compra do terreno acontecer por oportunidades de negócio, a escolha do lote depende antes de muitas variáveis não tão simples quanto se imagina. Se você quer ter maior segurança e a orientação adequada, procure um arquiteto para auxiliá-lo e deixar sua escolha ainda mais consciente.

Compartilhar: